Etiqueta profissional e Marketing pessoal

 

As mudanças no mundo nos últimos tempos não significa que boas maneiras e etiqueta social estão em desuso. Ao contrário elas permanecem vivas e mais que em outras épocas são capazes de construir uma imagem positiva, sendo imprescindíveis para o marketing pessoal. Existe uma coisa que, apesar de não estar escrita, é válida e tem enorme influência, que são as chamadas convenções, que compõem a escala de valores das pessoas, grupos e sociedades. Assim, convencional é tudo aquilo que é aceito por consentimento em geral, uma forma de agir no convívio social.

Quando você se comporta de acordo com uma escala de valores de um grupo, é mais facilmente aceito pelo grupo. E, quando quebra uma convenção, fica sujeito a julgamentos que podem lhe afastar do grupo ou ser rejeitado. Isso não significa que você deva aderir a convenções que firam seus princípios. Por exemplo, consumir drogas porque todos do grupo consomem. Nesse caso, é melhor mudar de grupo.

Também existem símbolos, estilos e comportamentos que são associados a imagens predefinidas. Essas imagens normalmente são formadas pelas convenções sociais, próprias do ambiente em que se convive. Cada um de nós, de acordo com sua própria ótica e interesses, forma uma imagem particular do mundo. Portanto, os outros também formam suas próprias imagens a nosso respeito. Cabe-nos transmitir a imagem dentro dos simbolos convencionados de acordo com os nossos interesses. Esse é o grande segredo do protocolo social e o segredo do marketing pessoal eficiente.

Então devemos desenvolver nossa percepção para captar os símbolos do grupo. Normalmente existem alguns que são convencionados. Usar terno e gravata mostra status e respeito. Usar um sorriso, mostra simpatia e generosidade. Usar joias e coisas douradas mostram luxo e vaidade. Estar a ler um livro demonstra cultura e também as cores que podem dizer muito sobre você. O resultado do que fazemos depende da maneira como nos relacionamos com os outros, como nos apresentamos e como elas nos interpretam.

As pessoas sempre estão avaliando umas às outras, seja no aspecto técnico como comportamental. Entonação de voz, postura, modos de sentar, de comer, de cumprimentar, tudo reflete sua pessoa e tudo é considerado na avaliação que fazem de você. O modo como cumprimentamos, nossa expressão facial, modo de andar, de vestir, a apresentação, tudo integra um conjunto que vai passar informações a nosso respeito.

Por isso devemos ter em mente que causar uma primeira boa impressão é uma oportunidade única. Se perdemos essa chance, levaremos muito mais tempo para consertar. Para isso devemos evitar modos artificiais que podem nos trair em um momento de distração e depõem contra nós. No momento das apresentações, devemos estar atentos às normas de apresentações, evitando gafes e indelicadezas.

Fonte: http://gestaodenegocioseeventos.blogspot.com.br/

 

 
Esta entrada foi publicada em Artigos e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.