Etiqueta nas redes sociais

 

Ter uma vida social na Internet é como ter uma vida social no mundo real. Para uma boa convivência, é preciso que algumas condutas e regras de etiqueta social sejam ao menos observadas, mesmo que não seguidas completamente à risca, de acordo com a consciência e principalmente, o bom senso de cada um.

- Para evitar ser importunada, nunca deixe nos seus perfis telefones pessoais ou profissionais. A menos que o telefone seja para divulgação de produtos ou serviços que você ofereça e faça parte da divulgação. Endereço físico, nem pensar.

- A foto do perfil define como quer ser vista. Fotos sensuais não são adequadas mesmo que seu objetivo nas redes sociais seja apenas de diversão. Desenhos ou coisas criativas são legais mas sempre é bom o perfil ter uma foto de rosto. Usar a mesma foto em todas as redes sociais também é marcante. O espaço vazio não é bom. É impessoal.

- Ninguém, nem marido nem namorado, deve ter suas senhas, e vice-versa. Isso não é prova de fidelidade que se dê ou se peça. Troque as senhas regularmente.

- Conheça a política de privacidade dos sites para saber até onde pode ir. Mesmo tendo o direito de proteger seus dados, saiba que o provedor tem acesso a quem você é e ao que consome. E cuide-se com os rastros que deixa: nem todos se comportam como você espera.

- Não lote o feed de notícias dos amigos com imagens de suas crianças e seus pets, dos pratos que comeu e de viagens. É enfadonho. Publique só se as fotos forem incríveis ou contiverem alguma informação bacana.

- Não use fotos alheias para divulgar produtos ou serviços que você oferece na rede. Isso fere o direito autoral e pode render um processo na Justiça, embora as leis sobre o universo digital ainda sejam incipientes.

- Não compartilhe o que não tem certeza. Também não repita, feito papagaio, textos e poemas que nem sabe se, de fato, são de Fernando Pessoa e outros. Muita gente inventa textos e assina o nome de um escritor famoso – e você, ao reenviar, ajuda a perpetuar a fraude. E passa recibo de ignorância.

- Postar absolutamente tudo que faz, que come, etc. é muito chato para seus amigos e seguidores. Ele não foi criado para lhe dar 15 minutos de fama. O mundo não precisa saber que você acaba de chegar a um bar ou uma festa, todos os passos. É cafona.

- Se tem muitos “amigos” por motivos profissionais, crie grupos específicos de amigos; assim você direciona melhor seus posts. São raros os que valem para todos.

- Jamais clique se a notícia for de morte, tragédia, guerra… Muita gente faz isso para sinalizar que é solidária e comete uma tremenda gafe.

- Evite curtir os próprios posts ou fotos. Na vida real ou digital, autoelogio é falta de humildade e pega mal.

- As redes sociais são uma vitrine. Procure não se revelar demais. 99% das empresas estão nas redes sociais para fazer negócios, dialogar com seus consumidores e também para contratar e até demitir. Nunca fale algo que soe como racismo, homofobia, xenofobia ou intolerância religiosa. Não critique a empresa, o chefe e os produtos da empresa em que trabalha.

- Como na vida real, reclamar sempre das mesmas coisas é chato. Ao fazer uma crítica política ou social, não só lance a questão mas aponte saídas.

- Muitos posts por dia são invasivos. Três por dia são suficientes.

- Melhor resolver as questões pessoais e profissionais na vida real em vez de posts com indiretas.

- E o maior problema das redes sociais: a marcação. Se a pessoa não for íntima, melhor perguntar antes de marcar numa foto ou post. Mas, caso você o marque na foto e ele, logo em seguida, desmarque, procure respeitar a vontade da pessoa. Não volte a marcá-lo na mesma foto e, principalmente, pense duas vezes antes de marcar a pessoa novamente numa próxima oportunidade. A mesma coisa vale para marcar pessoas em comentários ou publicações no mural. Lembre-se que a partir do momento em que você marca alguém, seja numa foto ou num comentário, a pessoa passa a receber notificações por e-mail de todos os comentários seguintes.

 
Esta entrada foi publicada em Artigos e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.