A tendência dos bolos desconstruídos

 

Por Gabriela Gasparin

Chefe de cozinha, pós graduada na área de Educação e professora de Gastronomia.

Hoje vou falar dessa nova “moda” para os casamentos: os bolos desconstruídos. Essa tendência trata-se de um bolo que não recebe finalização de cobertura, ou seja, ele é bem mais rústico do que os tradicionais de pasta americana (éca …), chantilly e glacê real, na teoria ele deve ser um bolo bem mais molhado e com uma dose extra de recheio para que sua aparência se torne mais apetitosa, podemos usar frutas e flores naturais para decorá-lo, e assim criar um visual mais agradável aos olhos.

Pontos positivos de um bolo desconstruído:

  • Custo Baixo
  • Facilidade de Preparo
  • Totalmente adaptável em casamentos diurnos
  • Totalmente adaptável em casamentos em chácaras, no campo, praia, em churrascos e em recepções simples.
  • Não utilização de Isopor para criar camadas falsas

Pontos negativos de um bolo desconstruído:

  • A massa tem que estar PERFEITA! Qualquer parte quebrada ou rachada vai aparecer.
  • Massa ressecada
  • Dificuldade de Transporte
  • Durabilidade

OK. Agora na Prática: eu vou mostrar umas fotos retiradas do Santo Google e te convido a fazer uma breve reflexão comigo a cada agrupamento de fotos. Vamos lá?

***

Nas fotos abaixo percebemos: camadas de massa e recheio exatamente iguais em termos de proporção (eu acredito nesse modelo, como o ideal), já que o bolo não possui cobertura, nada mais justo do que possuir uma generosa camada de recheio para compensar.

Depois desse tsunami de fotos, vou dar umas dicas de como deixar seu bolo desconstruído mais bonito:

  • Unte e enfarinhe MUITO BEM a forma do bolo, nesse caso não podemos deixar nenhum espaço da forma sem untar e enfarinhar, principalmente as lateriais, pense nisso como sendo o acabamento do bolo, então tem que caprichar!
  • Para molhar use: Calda de cereja, calda de açúcar com raspas de laranja ou calda de frutas em conserva! Fica D-I-V-I-N-O. Nada de usar leite ou refrigerante para molhar o bolo, isso faz com que ele fique azede com facilidade.
  • Escolha recheios mais consistentes: Doce de leite, brigadeiro branco, brigadeiro tradicional, trufa e creme de confeiteiro.
  • Para finalização, podemos usar o clássico açúcar de confeiteiro polvilhado, flores e frutas como morangos, frutas vermelhas e frutas amarelas pequenas, raspas de chocolate e confeitos em geral.

E qual massa usar?

Eu acredito no Pão-de-Ló até que a morte nos separe, por ser um bolo neutro, esponjoso e que vai segurar muito bem o seu recheio. Anota a receitinha no caderninho:

Pão-de-Ló Infalível

6 claras

6 gemas

6 colheres de sopa de farinha de trigo

6 colheres de sopa de açúcar

2 colheres de sopa de fermento em pó

Preparo: Peneire os secos e reserve. Bata as claras em neve até formar o ponto de pico duro, junte as gemas uma a uma e continue batendo até formar uma espuma amarela. Junte a mistura seca peneirada aos poucos, misturando levemente, unte e enfarinhe uma forma. Asse (180°C) até ficar firme, não precisa dourar. Espere esfriar totalmente para usar.

Dica: Para o Pão-de-ló de chocolate, adicionar 6 colheres de sopa de cacau em pó, misture na parte seca e siga a receita normalmente.

Fazendo um balanço dessa tendência:

1)      É um bolo simples, rústico e que pode combinar (e muito) com nossos casamentos econômicos, para vocês terem ideia, no meu casamento, o bolo será desconstruído, pois o Vinícius e eu não gostamos de pasta americana. Fatão#.

2)      Com relação ao tempo de duração desses bolos, eu aposto no máximo 3 dias dentro da geladeira, depois ele fica com aquela cara de bolo velho de padaria, enquanto os de pasta americana podem durar até 1 semana e meia numa boa, sem alteração de cor, sabor e textura.

3)      Em um sentido oposto: Esse bolo pode ser montado na hora do casamento! Coisa que não acontece com um de pasta americana, aí eu vejo a vantagem em fazer um bolo assim: Assar a massa um dia antes e montar pela manhã, ou a noite para comer de manhã, ou no meio do dia para comer a tarde. Entendem a facilidade? E o melhor:  poder servir um bolo fresco para os seus convidados!

Fonte: www.casandosemgrana.com.br

 
Esta entrada foi publicada em Artigos e marcada com a tag , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.