O que é o live marketing e como usá-lo em eventos?

 

Texto de Alexandre Kida

Quer garantir que seu evento corporativo tenha um impacto inesquecível sobre o público presente? Pois então chegou a hora de começar a pensar fora da caixa, buscando soluções e estratégias para turbinar o potencial da sua iniciativa! Neste post, vamos apresentar uma tática que vem conquistando o mercado e apresentando resultados bastante positivos: o live marketing. Pode acreditar: nessa modalidade, o reconhecimento da marca é alavancado e os resultados podem ser sentidos praticamente de imediato. Quer descobrir como isso é possível? Continue lendo!

Conheça o live marketing

Assim como nas transmissões televisivas, live pode ser traduzido como ao vivo. Mas quando falamos em live marketing, simplesmente exibir em tempo real e em cores determinada ação de promoção não basta. Estamos falando de ações que acontecem por meio de interação direta, ao vivo e em cores, entre sua marca e clientes. Assim, podemos dizer que a tradução mais acertada para live marketing é marketing de experiência. O objetivo desse tipo de ação é, portanto, fazer com que a empresa promova experiências sensoriais para seus clientes e, assim, consiga encantá-los.

Para que essa definição fique mais clara, vamos a um exemplo? Uma grande instituição financeira, em parceria com diversas prefeituras, lançou um programa de aluguel de bicicletas. Todas elas são plotadas com a marca do banco e podem ser usadas por qualquer pessoa, sendo cliente ou não. Alguma dúvida de que esse tipo de ação aumenta a ideia de preocupação social da marca e ainda dá a oportunidade para clientes e leads desfrutarem de uma experiência real?

Mas o live marketing também pode ser realizado dentro de eventos corporativos. Nesse sentido, uma ação bastante comum é oferecer testes de produtos durante palestras ou convenções ou mesmo preparar pequenas gincanas para a distribuição de brindes. Para que você consiga fazer do live marketing um diferencial no seu evento corporativo, porém, é preciso conhecer alguns segredos. Confira a partir de agora nossas dicas e saia na frente da concorrência!

Capriche na divulgação

O sucesso de um evento corporativo começa lá atrás, na sua promoção. Fazer com que a ação da empresa seja amplamente conhecida de antemão e, assim, consiga instigar a participação e o comparecimento do público: esses são os primeiros desafios que você deve saber como superar.

Em geral, a divulgação é feita de maneira tradicional, com o envio de convites e propaganda paga, além da ajuda do marketing digital, dando visibilidade ao evento por meio das redes sociais, do e-mail marketing ou do uso do próprio site ou blog da empresa. E é desde essa fase que o live marketing pode ser um importante aliado! E, ao contrário do que muitos podem pensar, dá sim para manter a simplicidade aqui: que tal distribuir folhetos pessoalmente com sua equipe vestindo uniformes personalizados do evento? Quer potencializar essa ação? Distribua brindes a quem se mostrar interessado!

Pense na estrutura do evento

É importante fazer com que as ações planejadas de live marketing sejam coerentes com o tipo de espaço e de estrutura física disponíveis no local do evento. Afinal, você não quer que sua iniciativa se transforme em um Frankenstein, muito menos quer deixar seus convidados desconfortáveis, correto?

Grandes centros de confraternização ou auditórios, por exemplo, permitem ações mais ousadas, envolvendo bandas, DJs ou apresentações teatrais. Por outro lado, eventos com espaços mais restritos exigem ações mais pontuais e pessoais, como uma distribuição de brindes. Mas existem outros recursos que exigem pouco espaço, como o uso de dispositivos de realidade virtual ou mesmo a disponibilização de notebooks ou tablets para que os convidados experimentem determinado produto ou serviço.

Fique de olho no orçamento

As ações de marketing de experiência exigem um certo investimento. Por isso, tal impacto deve ser mensurado já na elaboração do orçamento de todo o evento corporativo. Lembre-se de incluir o pessoal contratado para executar ou orientar determinadas ações, o custo de adaptação da infraestrutura, incluindo aí o aluguel de equipamentos e as despesas com brindes e pagamento de material de divulgação.

Não se esqueça que nem sempre é preciso investir em grandes e custosas apresentações ao vivo para atingir os objetivos esperados. Ações modestas, mas que façam o público realmente interagir com a marca e seus produtos, podem ter um melhor custo-benefício, com altos índices de retorno.

Amplifique o live marketing usando a internet

Toda a ideia por trás do live marketing está em fazer seu convidado viver uma experiência com a marca durante o evento, de maneira imediata e direta. Mas sabia que os efeitos do marketing de experiência ainda podem ser ampliados? Para isso, você tem que conseguir divulgá-los da maneira certa.

A transmissão ao vivo de eventos via plataformas de streaming é uma boa maneira de dar visibilidade às ações realizadas por sua empresa, gerando um ótimo engajamento on-line. Da mesma forma, a documentação dessas ações também pode ser transformada, posteriormente, em material de divulgação da empresa que será agregado à promoção do seu próximo evento corporativo.

Tome cuidado para não ser invasivo

A essa altura do post, você já entendeu que o marketing de experiência só é efetivo quando há uma interação real entre o convidado e a marca. Mas e quando essa interação é forçada, acabando por se tornar desconfortável para o público? Esse cenário não parece ser nada promissor, não concorda?

Para evitar cair nessa armadilha, lembre-se de que existem pessoas mais ou menos tímidas, que estão mais ou menos dispostas a participar de determinadas iniciativas propostas por sua empresa. O importante é nunca deixar que a interação seja invasiva ou carregue um potencial constrangedor. O objetivo deve ser sempre promover uma ação aberta à interação voluntária.

Mantenha o foco na estratégia

Como toda ação corporativa, o live marketing precisa dar resultados concretos, que só serão alcançados com um planejamento estratégico. Antes de elaborar uma iniciativa de marketing de experiência, portanto, defina as metas que você pretende alcançar. A intenção é converter leads em clientes, captar e-mails para contato futuro ou divulgar espontaneamente a marca nas redes sociais?

Cada objetivo exige um tipo de ação e um investimento diferente, o que implica em adaptações de todo o evento corporativo para que atenda às expectativas. Também é importante que o controle se estenda após a realização do evento, com a comparação dos objetivos propostos e os efetivamente alcançados. Assim você consegue visualizar se o live marketing realmente vem mostrando o resultado esperado ou se ainda precisa ser mais bem elaborado para dar resultados reais para a empresa.

Fonte: www.copastur.com.br

 
Esta entrada foi publicada em Artigos e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.